Diigo : tagged : walter benjamin (84 results)

Posted in Sem categoria on 2009/09/22 by Rildo Polycarpo Oliveira
  • tags: narrative theory, literature, arts, digital arts, media, walter benjamin, benjamin

  • tags: philosophy, economy, arts, theory, media, culture, technology, benjamin, walter benjamin

    • When Marx undertook his critique of the capitalistic mode of production, this mode was in its infancy.
      • When Benjamin undertook his study on the work of art in the age of mechanical reproduction, the digital reproduction was not yet born (RPO) Posso usar isso como primeira linha d um texto sobre a >a obra de arte na era de sua reprodutibilidade digital<. – post by polycarpo
  • Relação entre o flaneur (a flanerie) e as cidades distópicas (distopia / dystopia) na literatura e tvz no cinema… CHECAR ! RefBib: Benjamin, u.a.

    tags: dystopia, urban experience, walter benjamin

    • The Dystopian city scrutinizes
    • The Flaneur
    • is focused on the spectacle of life on the streets, in the arcades, and modernity is embalmed into the mind of the Flaneur at 4 kilometers per hour
    • the daunting Le Corbusier wonderland
  • tags: walter benjamin

    • Perception is organized via the channeling of flows in engineered space
    • It is not simply the fact that architecture is seen but rarely thematized as people go about their daily business that constitutes the meaning of distraction for Benjamin
    • The masses appropriate architecture not just visually, but tactilely. In an important sense, tactile appropriation is not just another mode of reception on par with visual or optical appropriation
    • Rather, Benjamin argues, it constitutes the conditions of possibility for the latter, in the sense that habitualized behaviors which develop around the use of dwelling spaces, as routinized practices, organize perception
    • Architectural arrangements, in the social as much as the physical sense, determine what can and cannot be seen
    • Foucault
    • these arrangements control the conditions of perception, they foster routinized forms of behavior
    • The prisoner in Foucault’s Panopticon unconsciously regulates his own behavior and is thus perfectly predictable
    • He becomes a creature of habit to the extent that he does not see the real lines of power that control him, i.e., by virtue of the fact that he is distracted in and by the relation to the ordered spaces in which he finds himself, and in which he must function
  • Referência a um fragmento de Walter Benjamin acerca de "O Capitalismo como Religião" (Kapitalismus als Religion)

    tags: tagit, walter benjamin

    • Es gibt ein Fragment von Walter Benjamin aus dem Jahr 1921 mit dem Titel „Kapitalismus als Religion“. Diese zweieinhalb Seiten sind das Profundeste, was bisher über das Thema aufzufinden ist
    • Man nennt den vollreifen Kapitalismus von heute den Totalen Markt
  • tags: cidade, benjamin, walter benjamin

    • Durante o Segundo Império, as Exposições Universais se transformaram em local de formação e educação das classes populares
  • tags: dystopia, walter benjamin

  • tags: tll, modernidade, cidade, urbanismo, walter benjamin

  • tags: architecture, favoritos, ornament, walter benjamin

  • tags: bib, cidade, favoritos, ornamento, walter benjamin

    • The Mass Ornament decodes the surface meanings of the new, finding, in their hypnotic shallowness, personal and political significance
    • Among the first to assess popular culture on its own terms, with a mind open to the tumble of new ideas set rolling by the technology and communications avalanche
    • Kracauer articulated an impressionistic critique of popular culture that’s as provocative today as it was 70 years ago
    • The Mass Ornament dreams wild dreams about the ultimate meaning of the banal and the beautiful
    • The Mass Ornament–admirably translated and accompanied by a substantial introduction and forty-five pages of additional notes
    • a wide-ranging and penetrating interpreter of the everyday life of this era
    • Kracauer, a leading cultural critic in the Germany of the turbulent 1920s and early 1930s
    • insights into such themes as
  • "To fully comprehend the emergence of the figural requires a genealogical critique of the aesthetic, Rodowick claims. Seeking allies in this effort to deconstruct the opposition of word and image and to create new concepts for comprehending the figural, he journeys through a range of philosophical writings: Thierry Kuntzel and Marie-Claire Ropars-Wuilleumier on film theory; Jacques Derrida on the deconstruction of the aesthetic; Siegfried Kracauer and Walter Benjamin on the historical image as a utopian force in photography and film; and Gilles Deleuze and Michel Foucault on the emergence of the figural as both a semiotic regime and a new stratagem of power coincident with the appearance of digital phenomena and of societies of control"

    tags: bib, estética, ornamento, walter benjamin

    • Siegfried Kracauer
    • Gilles Deleuze and Michel Foucault on the emergence of the figural as both a semiotic regime and a new stratagem of power coincident with the appearance of digital phenomena and of societies of control
    • the historical image as a utopian force in photography and film
    • Walter Benjamin
  • BUSCA IMPORTANTE – Verificar resultados!

    tags: 1s:tarefa_próxima, ornamento, walter benjamin

  • Livro de S Kracauer já terá sido publicado (Q)

    tags: bib, cidade, ornamento, walter benjamin

    • O Ornamento da Massa, de Siegfried Kracauer (no prelo)
      • Espero que já tenha sido publicado! – post by polycarpo
  • Procurar por Kracauer e Ornament nessa página. C E J M escreveu textos importantes sobre o filósofo e sobre a questão do ornamento no pensamento deste.

    tags: bib, ornamento, walter benjamin

  • IMP – – – Tenho arquivo em PDF

    tags: cidade, modernidade, ornamento, walter benjamin

  • tags: arquitetura, bib, cidade, favoritos, ornamento, urbanismo, walter benjamin

    • the urban ornament was not just an aspect of design; it was the medium through which city dwellers interpreted the metropolis itself
    • Germany between the wars
    • urbanism
    • sociobiography
    • writings on cinema and the philosophy of history
    • in the 1920s and early 1930s
    • the pivotal idea of ornament
    • the subjective experience of the city by viewing fragments of the city as dynamic ornaments
    • reflections on modern urban life
    • urban microcosms
  • Acho que tenho notas sobre o artigo (publicado em outro site). Mas este é melhor porque é em página única!

    tags: arquitetura, bib, classicismo, favoritos, ornamento, walter benjamin

  • tags: arquitetura, bib, classicismo, favoritos, ornamento, walter benjamin

    • Architecture in the Age of Printing: Orality, Writing, Typography, and Printed Images in the History of Architectural Theory – Book Review
      • Tenho o artigo no diigo (HighBeam) em página inteira! É melhor! – post by polycarpo
    • Christof Thoenes and Hubertus Gunther
    • The Architectural Orders: Rebirth or Invention?
    • The authors demonstrated that
      • Muito importante para pensar ‘verdades estabelecidas’ na interioridade constitutiva de um feixe discursivo. Eles demonstraram que… (VER a continuação do parágrafo!) – post by polycarpo
  • DIALETICA DO OLHAR: WALTER BENJAMIN E O PROJETO DAS PASSAGENS

    tags: bib, cultura_visual, walter benjamin

  • Há links para textos como Benjamin, W – Paris, capital do século XIX (english, fotocópia em pdf).

    tags: art_déco, walter benjamin

    • Discipline and Punish
      • É interessante pensar (com um olho em Foucault) que a estatuária art déco, bem como certa orientação de sua ornamentalidade, exerceram em grandes cidades (industriais, comerciais tbm) uma função admoestativa: sejam fortes e trabalhem como nós, corresponda a esse modelo de força e industiosidade… Uma ornamentalidade panóptica! – post by polycarpo
  • MUITO IMPORTANTE MANTER CONTATO COM O(S) DOCENTE(S)!

    tags: 1s:tarefa_próxima, art_déco, contatos, favoritos

    • 4.692 Special Studies in the History, Theory and Criticism of Art — Back to the Future: The Polemics of Style, Ornament, and Decoration from the Crystal Palace to Art Deco
    • this course will work through
    • the extraordinary and intense debates about art, architecture, the applied arts, and industrialization in England, Germany, and France from the Crystal Palace exhibition in London through the Paris Exposition des arts décoratifs of 1925
      • Os debates do período são um importante tema de discussão sobre o ornamento moderno! – post by polycarpo
    • Le Corbusier
    • Modern decorative art is not decorated
    • Numerous recent studies
    • “ornament”
    • “style”
    • “decoration”
    • offer a mechanism through which we can track an extended conversation among figures as diverse but connected in their preoccupations as
    • Ruskin
    • Baudelaire
    • the neo-Impressionists
    • the Nabis
    • Semper
    • Benjamin
    • Simmel
    • Riegl
    • Wöllflin
    • Corbu
    • the Cubists
    • the artificial divide between art and architectural histories
    • overlapping concerns during this period
    • the impact of English Arts and Crafts in France and Germany
  • tags: cinema

  • tags: favoritos, filosofia

  • tags: favoritos, teoria_crítica

  • tags: adquirir, bib, filosofia, sociologia

  • tags: cultura, filosofia, sociologia

    • Tenho também a segunda parte.

      – post by polycarpo

  • tags: cultura, favoritos, patrimônio

    • Parece ser um texto muito IMPORTANTE!
      – post by polycarpo
  • tags: base_de_dados, favoritos, sociologia

  • tags: cultura, sociologia, tecnologia

  • tags: cultura, sociologia

  • tags: cultura

  • tags: cultura

  • tags: cultura, patrimônio

  • tags: cultura, links, patrimônio, utopia

  • tags: arquitetura, filosofia, links, utopia

    • Utopia, then, is what Derrida called a “specter,” a ghost that infuses everyday reality with other, possible worlds, rather than some otherworldly dream
      • Interessa muito pensar o conceito de utopia em Derrida. – post by polycarpo
  • tags: capitalismo, dystopia, links

    • Texto de Darko Suvin sobre o papel ou o lugar do intelectual diante do pós-fordismo.
      – post by polycarpo
  • tags: dystopia, dystopia_real, sci-fi

    • O arquivo traz as páginas com as referências bibliográficas de um importante dissertação acerca do tema ‘ficção científica’. Dentre os elementos importantes, destaco:

      1) a apresentação em ordem cronológica de obras do gênero no Brasil;

      2) o glossário de termos relevantes no trabalho.

      Quanto ao último ponto, cabe reproduzir aqui parte do texto do verbete ‘ficção científica’:

      "O primeiro registro conhecido do termo ‘science fiction’ ou ‘ficção científica’ se deu em 1851, no capítulo dez do livro A Little Earnest Book upon a Great Old Subject, de William Wilson, em que se lê: “Science-Fiction, in which the revealed truths of Science may be given interwoven with a pleasing story which may itself be poetical and true”.

      Ver comentário (RPO) quanto ao trecho marcado no texto.
      – post by polycarpo

    • Ficção Científica, em que as verdades
      reveladas da Ciência podem ser oferecidas entrelaçadas a uma história agradável,
      que por sua vez pode ser poética e verdadeira

      • Interessa pensar:

        1 – Ciência ("as verdades reveladas da ciência");
        2 – Literatura / narrativa (uma história agradável");
        3 – Ficcionalidade (história "pode ser poética")
        4 – Realidade (história "pode ser"… "verdadeira")

        – post by polycarpo

  • tags: dystopia, dystopia_real, sci_fi

    • É possível recorrer ao pensamento de Walter Benjamin para pensar a ficção científica (science fiction) e a distopia (dystopia).
      – post by polycarpo
  • tags: cidade, modernidade

  • tags: cidade, modernidade

  • tags: cidade, modernidade

  • tags: cidade, cultura_visual, livros

    • Um livro imprescindível para pensar a modernidade no segundo quartel do século XX.
      – post by polycarpo
  • tags: no_tag

    • E o valor da filosofia da cultura de Herder reside não somente no reconhecimento destas formas de conhecimento da natureza e da existência humana, mas também em mostrar que constituíam os fundamentos poéticos nas quais se assentavam as culturas européias. A partir de seus legados se havia originado a gaia ciência dos gregos e dos árabes, segundo descreve em suas Briefe zur Beförderung der Humanität [Cartas sobre o desenvolvimento da humanidade]. E foi a partir destas formas sofisticadas de expressão e de pensamento radicadas na Grécia antiga ou no Al-Andalus medieval que os povos bárbaros da Europa evoluíram até as formas de civilização artística e filosófica do Renascimento
    • As memórias das culturas antigas, suas lendas e conhecimentos, “tem se refugiado voluntariamente, ao longo do tempo, nas poesias de pastores, camponeses e pescadores, ou seja, naquelas sociedades nas quais a natureza inocente podia reinar sem necessidade de uma arte política” (13)
    • Herder escreveu a partir de uma perspectiva similar
    • tanto Herder como Vico compreenderam a fundamental interação entre a memória cultural e a constituição do ser histórico dos povos. Ambos construíram um conceito de cultura que não se deixa reduzir a uma estrutura formal de representações segregadas da comunidade humana, de suas práticas políticas, ou de seus meios de produção e sobrevivência. É uma compreensão cultural ou civilizatória que integra os aspectos produtivos e reprodutivos da vida cotidiana, com os cultos religiosos e as linguagens metafóricas, e une os conhecimentos técnicos e produtivos com os valores expressivos, como um todo integrado e indissolúvel. E que nesta mesma medida permite inserir a criação artística como elemento central e inseparável dos saberes, técnicas e formas de vida de uma comunidade histórica determinada (15
    • E Herder falou expressamente da idéia de progresso da humanidade como um engano. Ao contrário dos enciclopedistas franceses, chamava de perfeição humana e cultural ao cumprimento não de uma ordem temporal virtual, resultado da progressiva domesticação da natureza humana, mas àquilo que um indivíduo humano ou uma cultura deveriam e poderiam ser por si mesmos, de acordo com um radical princípio de autonomia das diferentes culturas e de seus respectivos meios de expressão e reprodução (14)
    • O conceito de cultura de Herder compreende, pelo contrário, as memórias dos povos e suas expressões artísticas como um momento indissolúvel de suas formas de vida e de sua sobrevivência
  • tags: art_déco, estética

  • tags: art_déco, favoritos

  • tags: teoria, tradução

    • 1) Jedes Zeichen (weit entfernt davon, die bloße Anzeige dessen zu sein, worauf es sich bezieht) unterhält komplexe Beziehungen der Abgrenzung, aber auch einer schwierig zu bestimmenden Solidarität mit anderen Zeichen; Beziehungen, die seine Übersetzbarkeit gewährleisten und auf diesem Wege Bedeutung generieren.
      • Essa é uma questão bastante presente no desafio da tradução de G. Ramos para o alemão.
        – post by polycarpo
  • tags: arquitetura, art_deco

    • Art Deco is the name given to the ‘modern’, but not Modernist, twentieth-century style that came to worldwide prominence in the inter-war years and left its mark on nearly every visual medium, from fine art, architecture and interior design, to fashion and textiles, film and photography
      • Nessa definição do Art Deco, interessa notar a ressalva que é feita quanto à ‘modernidade’ do estilo: trata-se de um estilo ‘moderno’, porém não modernista. A ressalva sugere que o conceito de ‘modernismo’ aqui utilizado remete a um caráter programático. Ou será que apenas sugere a tribuição de um menor grau de modernidade para aquilo que é moderno e não modernista?
        Mas é também importante notar a afirmação de que o Art Deco:
        1) alcançou uma ‘proeminência de alcance mundial’;
        2) alcançou essa proeminência no período entre-guerras;
        3) alcançou ubiqüidade, configurando "todo meio [ou suporte] visual".
        Uma questão: Se o Art Deco alcançou proeminência mundial num momento em que a visualidade urbana (artística e técnica) era profundamente alterada por uma série de forças que atravessam e consubstanciam a modernidade – os tempos modernos -, e se, nessa co-participação visual, o Art Deco, mais que apenas se insinuar, configura muito da paisagem visual daquele período, então por que se deveria dizer com ressalvas de sua modernidade, i.e., do caráter efetivamente moderno do Art Deco? Talvez porque, carrancudo e cinzento, insatisfeito com a sua cada vez maior restrição e aprisionamento às páginas de uma historiografia que lhe serve de túmulo, o fantasma do racionalismo arquitetônico nos assombre… e certamente, ainda que por vezes imperceptível, esse fantasma nos guie a mão sobre a caneta, os dedos sobre os teclados… e a própria percepção da variegada amplitude dos jardins que ele uma vez freqüentou, heterogeneidade em que uma racionalidade arquitetônica e historiográfica atuaram como ervas daninhas, trazendo o fenecimento e a ocultação de uma modernidade mais extensa, viva, heterogênea.
        – post by polycarpo
  • tags: capitalismo, conceito, cultura, epistemologia, estudos_culturais, história, política, pós-moderno, sociologia

    • Cultural Turn
  • tags: leitura, site, superimp

    • Collezionare è per Benjamin un’arte di vivere legata a un gioco di memoria e ossessione
  • tags: cidade

  • tags: arquitetura, estética

  • tags: cultura, tradução

    • O texto parece bem rentável para pensar: – cultura – tradução – cultura e tradução – limites da traduzibilidade – limites culturais (fronteiras / diferenciações / essencialismo cultural) – Duas falácias que se apoiam na presunção de um essencialismo e de uma ‘presença inteira’: 1) a intraduzibilidade; 2) a impossibilidade de (real / pleno) entendimento entre duas culturas. NOTA: é que o que se busca é uma plenitude e isso não há. – post by polycarpo
    • The notion of ‘untranslatability’ was given a singular twist by Apartheid for its own ends. It projected the impossibility of translation, of transparency, to argue that self and other could never translate into or know each other. This sense of opacity served to underpin its doctrine of an absolute ‘epistemic barrier’ – grounds for institutionalising a radical sense of ethnic and cultural difference and separateness. Self and other were deemed to be locked in their own discrete, pure spaces. Recoiling from Apartheid’s ‘pessimistic’, violating scripting and staging of the untranslatable, the drive has been to promote hybridity as its ‘optimistic’ flip side – as the triumph over untranslatability
      • O trecho é muito rentável para pensar o que escrevi numa primeira nota. – post by polycarpo
  • tags: cultura, favoritos

    • Está em PROVVOXX Texto que se aproxima muito de minha perspectiva. – post by polycarpo
    • Twelve such works, selected from social work journals including Social Work, Journal of Multicultural Social Work, Journal of Social Work Education, and Child Welfare constitute the admittedly limited sources for generalizations about the disciplinary discourse
      • Nota – Protocolo do Texto: (14) Declaração mais expllícita acerca do corpus. – post by polycarpo
    • this paper investigates the particular ways in which "culture" is inscribed and deployed in social work discourse
      • Nota – Protocolo do Texto: (3) Declaração (em + detalhe) acerca do objeto de estudo. – post by polycarpo
      • Nota – Protocolo do Texto: (3) Declaração (em + detalhe) acerca do objeto de estudo. – post by polycarpo
    • Van Leeuwen, 1993, p. 193)
    • language and discourse are approached in this study "as the instrument of power and control…. as well as the instruments of social construction of reality"
      • Nota – Protocolo do Texto: (4) Declaração acerca de uma primeira e básica vinculação entre a fundamentação teórica e o objeto de estudo. – post by polycarpo
    • Discourses are understood to be central modes and components of the production, maintenance, and conversely, resistance to systems of power and inequality; no usage of language can ever be considered neutral, impartial, or a-political acts
      • Nota – Protocolo do Texto: (5) Declaração acerca da vinculação entre a fundamentação teórica e o objeto de estudo: indicação de uma premissa com a qual se sugere tal vinculação. – post by polycarpo
    • This study is grounded in the theoretical position that the usage of the concept of culture in social work and the meanings social work assigns to "culture" are profoundly political, biased, and partial inscriptions
      • Nota – Protocolo do Texto: (8) Declaração acerca de uma primeira e fundamental hipótese do estudo. Esta declaração é também uma afirmação (primeira), é o que se procurará demonstrar ao longo do texto. (porque retomada) acerca do objeto de estudo, que é então expresso numa fórmula algo generalística. – post by polycarpo
    • "Cultural constructions are always ‘ideological,’ always situated with respect to the forms and modes of power operating in a given time and space" (Ortner, 1998, p. 4)
      • Nota – Protocolo do Texto: (9) Declaração de uma evidência para a afirmação primeira. – post by polycarpo
    • "Culture" is to be understood as a relational demarcator whose usage is an inscription of differential positions and hierarchical identities–a tractable device which can be used to demarcate whatever a particular set of interests dictates should be set apart from something else; included or excluded from the rest. The borders and the contents of "culture," in other words, are understood to be constructed rather than discovered (Allen, 1996)
      • Nota – Protocolo do Texto: (10) Declaração de uma evidência para a afirmação primeira. Trata-se, como no momento anterior (09), de um aprofundamento da afirmação. – post by polycarpo
    • For the purposes of this paper, social work discourse on "culture" is defined narrowly as the body of academic or scholarly discussions and expositions on "culture" found in social work publications.
      • Nota – Protocolo do Texto: (11) Definição de um conceito fundamental para o argumento. – post by polycarpo
    • A preliminary review of such materials indicated that "culture" appears most often as the primary subject of interest in two related arenas: social work education and social work practice
      • Nota – Protocolo do Texto: (12) Declaração acerca do corpus considerado no estudo para efeito de crítica. É apresentada uma classificação dos elementos constituintes do corpus. – post by polycarpo
    • In both cases, the main problematic is pedagogy–methods for teaching either students or workers to become "culturally competent."
      • Nota – Protocolo do Texto: (13) Declaração acerca do que há em comum nos tipos em que o corpus foi classificado. – post by polycarpo
    • This paper examines social work’s usage of the concept of culture
      • Nota – Protocolo do Texto: (1) Declaração sucinta acerca do objeto de estudo. – post by polycarpo
    • Using critical discourse analysis (CDA), a neo-Marxist turn to the study of discourse which examines language and its usages to understand their social and political import
      • Nota – Protocolo do Texto: (2) Delcaração acerca da fundamentação teórica do texto. – post by polycarpo
    • This study, consequently, examines the particular meanings social work assigns to "culture >," and analyzes the implications for constructing and utilizing such a signifier >
      • Nota – Protocolo do Texto: (6) Declaração acerca de uma conseqüência que se infere da vinculação entre a fundamentação teórica e o objeto de estudo: indicação de que, consequentemente, o que se estudará em pormenor é X. – post by polycarpo
    • It studies, in other words, what the concept of culture does in the disciplinary discourse >
      • Nota – Protocolo do Texto: (7) Declaração explícita e sucinta (porque retomada) acerca do objeto de estudo, que é então expresso numa fórmula algo generalística. – post by polycarpo
    • In keeping with the intent to examine the general trend of the discussion in the field, no concerted efforts were made to identify works considered seminal, or authors regarded as notable authorities.
      • Nota – Protocolo do Texto: (17) Declaração acerca da vinculação entre o objetivo do estudo e os procedimentos de escolha do corpus: dado que o objetivo é X, não se buscou contemplar Y. – post by polycarpo
    • The plethora of articles concerning multiculturalism, diversity, and culture in associated fields such as psychology and sociology were excluded for the same reason
      • Nota – Protocolo do Texto: (16) Declaração acerca de ainda outro conjunto de questões que não serão tratadas no estudo e/ou de outros itens que não serão inegrados ao corpus. – post by polycarpo
    • The large body of social work literature focusing on issues of "culture" and "cultural sensitivity" in research was omitted from the review to limit the scope of the discussion
      • Nota – Protocolo do Texto: (15) Declaração acerca do que não será tratado ou tomado como corpus, bem como dos motivos de tal exclusão. – post by polycarpo
  • tags: cultura

  • tags: cultura

    • Muitas notas (sobretudo tomadas à Wikipedia) referentes ao tema ‘cultura’. – post by polycarpo
  • tags: cultura

    • Um texto que devo LER: importante fazer notas a partir de busca interna por ‘concept’ e por ‘cultur’. Mas a leitura integral do texto é recomendável. – post by polycarpo
    • It is also crucial to view such a general argument on
      globalization and media to give a more profound insight on the ‘culture industry’, a
      concept brought forth by Adorno and Horkheimer, which comprises all the sectors of
      cultural production, including the media

    • For Fredric Jameson, for example, globalization is a ‘communicational’ concept,
      which repeatedly masks and transmits cultural or economic meanings. Although
      Jameson is against the idea that we should look at globalization solely through media
      or communicational terms, he is aware that their role in accelerating the globalization
      process is profound

    • Ien Ang
    • As we are moving towards the end of the century the communications
      industries, as part of the ever expanding capitalist system, have been in
      a process of profound economic and institutional restructuration and
      transformation, which can be characterized by accelerated
      transnationalization and globalization

    • An Overview of Ideology within Mass Media
    • Moreover, the concept of ideology also carries within itself the implication of
      ‘distortion’

    • Louis Althusser defines ideology as a form in which human beings ‘live’ their
      relationship to the conditions of their existence: or as a form which represents back
      to them their relationship, to their conditions of existence

    • So how can media
      studies be related to such discussions of ideology? In other words, why is the
      (Marxian) notion of ideology important in the media analysis?

    • Ideology as a concept urges three main areas of concern in relation to the media
    • Initially
    • Kellner asserts that ideology embodies discourses and figures, concepts and images,
      as well as theoretical positions and symbolic forms

    • According to Chris Barker, globalization, together with media, may also result in
      ‘reversal flows’, where a global production of the local emerges.

      37

      This, he states, is
      termed as ‘glocalization’ –or this concept may also come to mean the localization of
      the global as well

    • THE CULTURE INDUSTRY
      (A PATH TOWARDS ‘SAMENESS’ AND ‘HOMOGENEITY’?)

    • Mattelart state:
      In this work, Benjamin demonstrated why the cinema could only exist
      in an era of mechanical reproduction as opposed to simple production
      of unique works. In his view, the very principle of mechanical
      reproduction rendered the old conception of what he calls ‘auratic’ art
      obsolete. Adorno and Horkheimer may also have stigmatized mass
      culture because the process of manufacturing it undermined a certain
      notion of art as sacred

    • let me shortly
      give the socio-historical roots of the term culture industry and lay out briefly the
      social and historical contexts that urged such thinkers as Adorno and Horkheimer to
      come up with such a concept

    • Ferenc
      Fehér:
      Marx assumed that capitalism was hostile to art and literature by which
      he simply meant that a society based on generalized commodity
      relations and commodity fetishism is too prosaic and hedonistic to be
      passionately involved in activities judged ‘according to the measure of
      beauty’, which he regarded as the one commensurate with the
      emancipated human being

    • Now the concept ‘culture industry’ was for the first time used –at least as a term to
      be used critically in the sociological analysis- in the book Dialectic of Enlightenment,
      published by Theodor Adorno and Max Horkheimer in 1947

    • Adorno and Horkheimer took a critical
      unorthodox Marxist standpoint, and in the chapter The Culture Industry:
      Enlightenment as Mass Deception, they maintained ironically that “the whole world
      is made to pass through the filter of the culture industry”

      16

      Most probably one of
      their reasons in coming up with such a conclusion was that they studied the
      transformation of the culture itself into a commodity

    • It would thus not be wrong to argue that the concept of culture industry embodies
      both culture and commodification (to the degree that the culture industry leaves no
      meaning and signification unharmed); and for Adorno, modernist art is exactly the
      result of this conjuncture. Furthermore, what Adorno means by ‘modern art’ is also
      the contemporary achievement of novelty, or in other words, originality

    • What’s more, the notion of mass culture will also be discussed: firstly
      because Adorno saw it as a product of the culture industry,

    • This is because the concept of mass culture
      will cast light, I believe, on such terms as popular music and culture

    • Hence, such a rationality considers ‘unlike’ things as ‘like’, therefore having
      power over the conceptual realm

    • So then, it would be appropriate for us to assert
      that the culture industry, so far as we have discussed, acts within this instrumental
      rationality!

    • One of the basic presuppositions of postmodern theory is that signifiers (sounds,
      images) have come to be more crucial than their signifieds (concepts that the
      signifiers stand for)

    • In addition, Marxists have used the
      concept of ideology when talking about ruling or dominant forms of mental
      representation. Hence, in the Marxian sense, ideology is profoundly concerned with
      the transmission of systems of signification across class lines

  • tags: bib, dystopia, dystopia_real, favoritos, tradução_cultura

    • TEXTO IMPORTANTE – Várias Notas rentáveis. – post by polycarpo
    • uptake e trace
      • Conceitos são de interesse. – post by polycarpo
    • a tradução considerada como acontecimento
      • Penso a narrativa distópica como tradução que é acontecimento. – post by polycarpo
    • que deflagra e constitui o significado através do jogo da linguagem que se estabelece entre os interlocutores sujeitos: texto-tradutor
      • Se a trad é um acont, então importa pensar o que seja ‘jogo de linguagem’ (que penso como agenciamento entre diferentes séries discursivas) e que este não se reduz à relação entre tradutor e texto, incluindo a recepção, os leitores – e os diferentes contextos culturais (ou de intensificação de processos de subjetivação). – post by polycarpo
    • o trace deflagra o arrombamento do significado, destruindo a possibilidade de se atingir a sua origem
      • Isso me leva a pensar que não se trata de a narrativa distópica remeter aos textos a que ela (de certo modo) serve de tradução, não se trata de uma remissão a uma suposta origem [as questões se põem em rizoma; o texto distópico é um dos platôs em que os constituintes trans-discursivos se adensam na possibilidade de atualização de sua visibilidade (visibilização)] , mas do fluxo de forças que se ‘ductilizam’ entre as diferentes instâncias discursivas. – post by polycarpo
    • performatividade
      • Seria possível pensar a narrativa distópica – enquanto tradução – em seu caráter performático? – post by polycarpo
    • a tradução enquanto um acontecimento que contamina as línguas e é contaminado por elas
      • Posso pensar a narrativa distópica como tradução que ‘contamina’ os diferentes campos discursivos que põe em jogo e pelos quais é ‘contaminado’. – post by polycarpo
  • tags: bib, favoritos, tradução_cultura

    • Título IMPORTANTE (parece) – Ao menos ler melhor (+1vez) o abstract. – post by polycarpo
    • what Derrida calls the trace
  • tags: tradução

    • Resultados IMPORTANTEs!!! O pensamento de Derrida sobre o conceito de tradução parece que me será muito útil/rentável para pensar a discursividade ‘transdistópica’, isto é ‘a narratividade distópica em tradução’ [de registros discursivos não alegadamente ficcionais ao registro discursivo (narrativo) distópico (cinema / literatura)]. – post by polycarpo
    • to understand translation as a culture-bound phenomenon
      • Pensando a tradução como fenômeno coligado à cultura: A narrativa distópica é processo e resultado de um ato de tradução que toma como ponto de partida uma dimensão pré-textual (a ser qualificada conceitualmente) e uma dimensão textual não alegadamente ficcional (a ser qualificada conceitualmente), mas transforma os componentes de tais instâncias ao transportá-los ao registro próprio em que consiste – o discurso ficcional (que remete ao ‘real’, advertindo quanto a certos processos e, o que é muito importante, acentuando-os de maneira a fazê-los visíveis / a visibilizá-los. – post by polycarpo
  • tags: dystopia, tradução_cultura

    • 03 ocorrências para ‘dystopia’ – IMPORTANTE – post by polycarpo
    • IMPORTANTE – post by polycarpo
    • Sisk, David W. Transformations of Language in Modern Dystopias. Westport: Greenwood, 1997 .

      Sisk examines the manner in which twentieth-century dystopian fiction in English concerns itself with social control and the manipulation of language. Sisk discusses utopian fiction’s exploration of the perfectibility of human society through hypothetical advancements in technology, philosophy, and existing social structures. Sisk argues that individual freedom inevitably becomes ruthlessly suppressed by the powers of discourse and language in dystopian narratives

    • Koon-Ki Tommy Ho’s "Dystopia as an Alternative Historical Hypothesis of Eutopia: The Life Histories of Eutopia in Animal Farm and A Utopian Dream"
  • tags: favoritos, sociologia

    • Lista de nomes de sociológos. IMPORTANTE. – post by polycarpo
  • tags: tradução_cultura

  • tags: tradução_cultura

    • IMPORTANTE: Ver marcações ver BENJAMIN – BHABHA – DERRIDA… – post by polycarpo
    • Later, in a key passage, Bhabha brings in
      Derrida’s deconstruction of Benjamin’s concept of translation as an after-life or survival, in
      order to deploy it in a wholly new context unintended by either Benjamin or Derrida, i.e.,
      the context of Rushdean migrancy and hybridity

    • “Translation is the performative nature of cultural
      communication” (Bhabha 228)

  • tags: tradução_cultura

    • IMPORTANTE – Ver marcações. – post by polycarpo
    • 284. Theories of Translation. (4)
      Seminar, three hours. Examination of various approaches to concept of translation and to its significance for literary studies. Readings include authors such as Matthew Arnold, Walter Benjamin, George Steiner, and Susan Bassnett. S/U or letter grading
      • Convém saber qual a posição de Susan Bassnett acerca do conceito de tradução. – post by polycarpo
  • tags: arquitetura_narrativas_sobre_cidades, bib, dystopia, dystopia_real

  • tags: dystopia, dystopia_real

    • IMPORTANTE – 37 pp [o arq pdf ] com resumos de estudos sobre a ficção científica (science fiction), inclusive ‘utopia’ + ‘dystopia’. – post by polycarpo
    • Maurice Blanchot
      The Proper Use of Science Fiction

      • NOTA IMPORTANTÍSSIMA (relativa às marcações e ao trabalho de Maurice Blanchot:como Quase TRAD / Quase Paráfrase das marcações: A questão de MB: poderíamos imaginar o futuro através do exame da ficção científica como uma modalidade de discurso profético. A ficção científica não prediz o futuro, o que faz é expor um presente ‘impossível’ já deflagrado sobre nós. "Nossa situação quotidiana é em si e por si mesma profética: nós sabemos disso e disso nos esquecemos constantemente". A ficção científica nos ajuda a lembrar isso. – post by polycarpo
    • Blanchot addresses the question of whether we can imagine the future by examining
      science fiction as a form of prophetic speech

    • ‘Our
      day-to-day situation is in and of itself prophetic: we know this and forget it constantly.’

    • Science fiction helps us to remember
    • Science fiction does not predict what is to
      come; rather, it expounds an impossible present that has already broken upon us

  • tags: tradução_cultura

    • EXCERTO: "In 1992, in an article titled “Film (Adaptation) as Translation: Some Methodological Proposals”, Patrick Cattrysse urged scholars worldwide to expand the field of translation claiming that: “although some theoreticians try to broaden the concept of translation studies, this does not apparently happen without difficulties” (68). He concluded by adding: “there seems to be no valuable argument to keep reducing the concept of translation to mere cross-linguistic transfer processes. The scope has to be extended to a contextualistic semiotic perspective” (68). Seven years later, in an article published in the Romance Languages Annual, Millicent Marcus echoed Cattrysse’s call, arguing that: “ because high-tech adaptations complicate the process of cultural recycling by moving to a different order of language — that of audio-visual spectacle — we would do well to invoke another paradigm – that of translation paradigm – to help us theorize this shift (xx). Both researchers emphasized the need to oppen the way to a new field of research involving inter-disciplinary studies and taking into account the common transformational process at the core of translation and film adaptation. However, to this date, there have been only few isolated attempts to link cinematic adaptation to translation theory". – COMENTANDO PARÁGRAFO ACIMA CITADO: O conceito de tradução poderia ser ampliado desde a sua definição como transferência lingüística (em que o cultural é decerto pressuposto) a sua definição como tranferência que é antes de tudo semiótica. – O TEXTO DEVE SER LIDO CUIDADOSAMENTE. – post by polycarpo
    • MUITO IMPORTANTE. – post by polycarpo
  • tags: lit_mod_ale, lit_pt_c, tradução_cultura

  • tags: tradução_cultura

  • tags: cultura, tradução

    • What if things could speak? What would they tell us? Or are they speaking already and
      we just don’t hear them? And who is going to translate them?
      • Parodiando a epígrafe [04]: Poderíamos, talvez, pensar que esse efeito de comunicação estaria relacionado a um processo de tradução, a um trasladamento semiótico entre um plano discursivo e outro (e mesmo desde uma realidade de algum modo pré-textual)… Poderíamos pensar que o discurso ficcional realiza uma tal tradução? Poderíamos conceber que, em meio ao discurso ficcional) as distopias (narrativas distópicas) da literatura e do cinema traduziriam com uma potencial (portanto atualizável) eficácia aquela complexidade tantas vezes indizível, porque submetida a uma naturalização que a invizibiliza? – post by polycarpo
      • Parodiando a epígrafe [03]: E se, considerando o quase-mutismo desses discursos, concebermos que outros puderam e poderíam comunicar com maior efeito a aludida complexidade? – post by polycarpo
      • Parodiando a epígrafe [02]: E se, considerando tais discursos, percebermos que, para muitos, eles não dizem com suficiente proximidade, não produzindo um suficiente efeito comunicativo da complexidade neles implicada? – post by polycarpo
      • Parodiando a epígrafe [01]: E se, considerando que o mundo é legivelmente articulável (articulável como discurso), concebermos que um plano dessa multiplicidade-mundo – aquele em que se encontram agenciados os índices das falências utópicas (quer socialistas, quer capitalistas) pode se dar a ler? Talvez, então, pensemos haver, dentre as textualidades que falam esse mundo, um plano discursivo que seria formulado por discursos ditos não ficcionais, i.e., que se presumem como informativos de algo diretamente ‘verdadeiro’… – post by polycarpo
    • the language of things has to be translated in order to become intelligible for those of us who are dumb for its silent splendour
  • tags: cultura, provvoxx

    • [Page 01]
    • [Page 02]
    • [Page 04]
    • [Page 03]
    • [Page 05]
    • [Page 06]
    • [Page 07]
  • tags: filos-contemp, pós_mod, teoria_crítica

  • tags: estética, favoritos, tese-ll

    • IMPORTANTE – Tenho em duplicata? – post by polycarpo
    • IMPORTANTE – post by polycarpo
  • tags: cultura

  • tags: tradução_cultura

    • transl
  • tags: tradução_cultura

  • tags: tradução_cultura

  • tags: tradução_cultura

    • Translation Theory and Translational Architectures: Reading between History, Architecture and Cultural Theory
      • Uma leitura do abstract me sugere, dentre outras coisas, a possibilidade de pensar a tradução cultural realizada sobre uma base material que é o suporte arquitetônico: 1) a cultura é textual; 2) a arquitetura é uma dimensão textual do que chamamos cultura; 3) a arquitetura é um suporte em que se inscrevem traços culturais, semas que remetem a diferentes e diversos ‘endereços’, embaralhando-os no heterogêneo; 4) não se reduzindo a um suporte [equação que apenas se faz a bem de um momento da análise], a arquitetura é um texto, esse texto complexo que se faz de muitas partes, materiais, semiológicas [culturais], recepcionais [ou seja usado um termo que sirva para o que aqui quero dizer] A partir disso, posso pensar o seguinte: a) As arquiteturas decorativas e ornamentais modernas [ARQUIDOMAS] (que foram aliás negligenciadas pela historiografia fundacional da arquitetura moderna, a qual entronizou a arquitetura do modernismo racionalista, purista, funcionalista – Le Corbusier, Gropius, Mies van dder Rohe) traduzem (e trans-gridem [to take something out of a grid (Deleuze) and transport it to an-other-place] [I could reinforce this possible relation between ‘translation’ + trangression + transport (traição > trahere > trazer]) … continuo: traduzem uma grande série de textos, liquidificando-os até certo ponto, mantendo, até certo ponto, algumas de suas partes vísiveis (reconhecíveis). Com efeito, as ARQUIDOMAS traduzem: a) a estruturalidade tradicional do gótico para a paisagem urbana moderna [PUM]; b) o exotismo (como tal considerado) CONTINUA… – post by polycarpo
  • tags: cultura_patrimônio_turismo_(conceito_de)

  • tags: distopia

  • tags: distopia

    • O texto trata de Walter Benjamin e Theodor Adorno (pensamento), incorre no tema da fotografia e remete a uma dado aspecto utópico/distópico relacionado a tal recurso. – post by polycarpo
  • tags: distopia

    • CULTURA NORTE-AMERICANA

      (Disciplina de opção)

      Docente: Doutora Maria José Canelo

       

      Felicidade–Liberdade–Democracia–American Dream: descubra as diferenças

      Partindo do princípio que uma boa parte dos ícones, linguagem, media, valores, estereótipos, atitudes, crenças, representações e imagens dos Estados Unidos que circulam são conhecidos da maioria dos alunos que se proponham estudar esta cadeira, pretende-se oferecer-lhes a oportunidade de alargar, aprofundar, debater e complementar esses conhecimentos, de modo a fazer deles críticos mais atentos e mais exigentes da cultura norte-americana.

      O curso está organizado sob o ‘guarda-chuva’ dos valores centrais da cultura norte-americana dominante, de acordo com os quais (re)leremos as utopias e distopias que têm sido projectadas sobre a nação, procurando seguir um percurso histórico, ao longo do qual confrontaremos ee compararemos discursos diversos. Serão objecto de análise textos de ficção e não-ficção, de autores mais e menos canónicos, entre os quais se contam Benjamin Franklin, Emerson, Twain, Mencken, Du Bois, Henry Wallace e Kerouac. Para além dos conceitos de utopia e distopia, terão relevância particular ideias de identidade, cultura, etnicidade, tradição e modernidade, fronteiras e ‘borders,’ emigração, império e consumo. A par dos textos literários, jornalísticos, de análise social e teoria crítica, serão também objecto de análise filmes, pintura e música.

      O curso deverá funcionar em regime de avaliação contínua, dependendo do número de alunos. A bibliografia será indicada oportunamente.

      • Uma interessante perspectiva de leitura diz respeito ao sonho americano – the american dream – como utopia e em suas repercussões distópicas [IMPORTANTE] – post by polycarpo
  • tags: distopia

    • Causo, Roberto de Sousa.
      Ficcao cientifica, fantasia e horror no Brasil, 1875 a 1950 / Roberto de Sousa Causo. — Belo Horizonte : UFMG, 2003. 337 p : il.
      FFLCH-LE 809 C362f L253245
  • tags: cmc, cultura, favoritos

    • Um texto Interessante. – post by polycarpo

Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

Anúncios

Hello world!

Posted in Uncategorized on 2009/08/01 by Rildo Polycarpo Oliveira

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!